Cristãos Leigos e Leigas na Igreja. Conheça as videoaulas sobre o Documento nº 105 da CNBB

 

A 54ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil – CNBB, realizada em Aparecida-SP, de 06 a 15 de abril de 2016, aprovou o Documento nº 105: Cristãos Leigos e Leigas na Igreja e na Sociedade. Sal da Terra e Luz do Mundo (Mt 5,13-14).

Quem somos leigos e leigas
Os cristãos leigos e leigas são portadores da graça batismal, participantes do sacerdócio comum, fundado no único sacerdócio de Cristo. Nesse sacerdócio comum se baseia a fraternidade, a irmandade, a dignidade de todos na Igreja enquanto única família de Deus, recebem, pois, o caráter sacramental que os diferencia dos não batizados (Doc 105, nº 110).

Nosso Batismo
A partir da concepção eclesiológica da comunhão, o Concílio Vaticano II definiu o cristão leigo de maneira positiva e afirmou a sua plena incorporação à Igreja e ao seu ministério.

“Estes fiéis foram incorporados a Cristo pelo Batismo, constituídos Povo de Deus, e a seu modo, feitos partícipes do munus sacerdotal, profético e régio de Cristo, pelo que exercem sua parte na missão de todo o povo cristão na Igreja e no mundo”.

Por isso, os cristãos leigos e leigas são Igreja e não apenas pertencem à Igreja. Já Pio XII afirmava: “Os fieis leigos estão na linha mais avançada da vida da Igreja: por eles, a Igreja é o princípio vital da sociedade. Por isso, eles, sobretudo, devem ter uma consciência cada vez mais clara, não somente de que pertencem à Igreja, mas de que são Igreja, isto é, comunidade dos fiéis na terra sob a direção do chefe comum, o Papa, e dos bispos em comunhão com ele. Eles são Igreja”. (Doc 105, nº 109).

A seguir você poderá acessar às videoaulas sobre este documento, gravadas pelo assessor nacional da Comissão Episcopal Pastoral para o Laicato, da CNBB – Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, Sr. Laudelino Augusto Azevedo.